9 de maio de 2017

Ramona Zanon dá 30 dicas insider do que fazer em Londres! Anote aí!

Ramona Zanon e Mauricio Vasconcelos @ Palácio de Buckingham

Ramona Zanon e Mauricio Vasconcelos @ Palácio de Buckingham

A melhor mistura de tradição e modernidade, sem dúvidas, se encontra em Londres. Impossível não se render à efervescência cosmopolita da cidade, que encanta por ser, ao mesmo tempo, clássica e despojada. Uma vez por lá, impossível não seguir os roteiros tradicionais, mas o destino é tão cheio de atrativos que algumas programações mais insider também revelam uma vibe must go.

Nossa Ramona Zanon esteve por lá em uma viagem em família e preparou um roteiro com 30 dicas (sim, 30!!! Yay!) pra gente. Anote aí!

  • Restaurantes:

The Sketch: “Vale a ida pelo ambiente mega conceituado. Não demos muito certo com a comida, pois estávamos em 8 pessoas e eles só oferecem menu degustação com muitos pratos exóticos – e não tão apetitosos. E olha que eu gosto de comidas exóticas. Dica: sentar na Pink Room e, se estiver em turma, dividir em duas mesas para poder ter a experiência na sala mais famosa do local.”

Sushisamba: “Esse foi o ambiente mais animado e com gente bonita dentre todos os que fomos. Segundo a família, o melhor doce da viagem também: a torta de chocolate com banana.”

Novikov: O lugar é mega descolado, muito frequentado pelo público local e tem vários ambientes, inclusive um asiático e um italiano. Escolhemos o menu asiático e o couvert veio do jeito que gosto! Seus legumes frescos e crus tem um sabor inigualável.”

L’atelier De Joel Robuchon: “Neste, um prato pra ficar na memória: codorna com purê de barata e trufas negras.”

Osteria Basilico: “Melhor fettuccine com trufas negras! Burrata deliciosa também.”

Ceconni’s: “Ambiente moderno e aconchegante, com todo o ar italiano que se tem direito – e cheio de pessoas bonitas. Ótima pedida para almoço. Imperdível é pedir uma burrata como entrada.”

Barbecoa: “Um dos mais recentes restaurantes inaugurados de Jamie Oliver – que, por sinal, domina vários pontos gastronômicos em Londres. Fomos no almoço e a melhor pedida são as carnes e seus acompanhamentos especiais. A cozinha vitrine e seus chefs descolados são um show à parte.”

  • Para café da manhã:

Côte Brasserie: “Ideal para um café da manhã sem pressa. Amei o iogurte com frutas de lá, dá água na boca só de lembrar.”

Paul: “Apesar de ter várias unidades espalhadas pela cidade, assim que a gente entra lá, o ar é de um restô super pequeno e íntimo, com funcionários simpáticos e uma décor cheia de charme. O Croque Madame de la é delicioso. Ideal também para o almoço.”

Le Pain Quotidien: “Ir sem pressa e degustar um pouco de tudo. O croissant é orgânico e derrete na boca.”

Ben’s Cookies: “Fundado em 1984, impossível ir embora de Londres e não conhecer esse point de cookies. Se não foi o melhor da vida, está entre o top 3. Já pode abrir um em Maceió amanhã? kkkkk”

  • Pontos turísticos:

St James’s Park: “Cheio de jardins floridos e super cuidados, caminho para quem vai do Palácio de Buckingham até o parlamento.”

Hyde Park: “Delicioso para uma corrida matinal!”

Green Park: “Realmente um parque tomado pelo verde! Vale a caminhada para o Palácio de Buckingham.”

Covent Garden: “Ideal para um passeio de final de semana e apreciar suas lojas, feirinhas e até espetáculos de música ao ar livre, que rolam por lá dia de sábado e domingo.”

Notting Hill: “Bairro super descolado com feirinhas pela rua, na Portobello Road, mas ao mesmo tempo cheio de charme, com casas de alto padrão. Vale a passada na ‘The Notting Hill Bookshop’, onde foram gravadas cenas do filme ‘Um lugar chamado Notting Hill'”.

Mais pontos turísticos must see: Big Ben, London Eye, Trafalgar Square, Tate Modern, Tower of London, Tower Bridge e Borough Market.

  • Pubs:

Mr Fogg’s Tavern: “Com ambiente lotado de informações inusitadas e muita gente cool, o lugar tem uma decoração peculiar que inclui desde galos a panelas e bandeirinhas londrinas.”

Experimental Cocktail Club (ECC): “Localizado na Chinatown, atrás de um porta antiga, sem número, nem nome, somente com um segurança liberando a entrada, esse pub promete muita música boa e animação. Ao subir suas escadas, a gente se depara com mais 2 andares de ferveção.”

  • Lojas & comprinhas:

Tiger: “Loja que descobrimos em Amsterdã, mas com várias unidades espalhadas pela Europa. Oferece desde pequenos utensílios para casa e escritório a brinquedos, tudo cheio de criatividade e com um ar cool. Só indo para entender.”

Primark: “Essa baratíssima oferece de miudezas para casa a roupas femininas, masculinas e infantis. Ótimo lugar para garimpar lembrancinhas de todos os estilos para presentear.”

Fortnum & Mason: “Loja encantadora, fundada em 1707, que oferece em seus 6 andares desde os mais variados chás (como o feito especialmente para a Rainha) a itens selecionados de bebidas, utensílios para casa e até roupas e fragrâncias, tudo cheio de requinte. Imperdível.”

Harrods: “A maior e mais famosa loja de departamento de Londres. A arquitetura luxuosa é um atrativo à parte, e detém as melhores e mais incríveis marcas do mundo.”

Selfridges: “A segunda maior loja de departamento de Londres, com fachadas e vitrines cheias de criatividade e elementos que chamam a atenção de qualquer um que está passando na rua.”

New Bond Street: “Tipo a Oscar Freire de São Paulo, só que só com as lojas mais poderosas do mundo. Essa rua é um ponto turístico na cidade.”