18 de janeiro de 2018

Diretamente da Califórnia, Gabriel Novis personifica Malibu em point de alimentação saudável em Maceió! Saiba mais!

Malibu Poke

Malibu Poke

Nos próximos 20 dias, viajar pelas delícias da Califórnia será uma tarefa mais fácil. Esqueça o voo de 12 horas e risque da sua agenda todas as escalas e conexões que faria – é que em breve, em Maceió, um novo point de comida saudável promete personificar o lifestyle da paradisíaca Malibu, a famosa cidade das celebridades e do surf.

Sob o comando do fotógrafo e filmmaker Gabriel Novis, o novo Malibu Poke vai apresentar um prato típico do Havaí que anda fazendo a cabeça de quem ama o match saúde + atitude: o poke. Servido numa tigela, a iguaria tem como base arroz ou quinoa. Os acompanhamentos vão depender da sua escolha: com carboidrato ou sem. Atum e salmão cortados em grandes porções de cubinhos ou sashimis são a versão mais comum da iguaria, que é servida com legumes, frutas e vegetais, como gergelim, gengibre, abacate e manga.

O point vem sendo estudado há algum tempo. “A primeira vez que fui para a Califórnia foi para gravar o filme Sorria. Eu fiquei hospedado na Volcom House e na esquina tinha um senhorzinho que vendia poke baratinho. Todo almoço e lanche da galera era lá. Nos últimos quatro anos, virou uma febre”, afirma Novis, que fez uma série de viagens para conhecer a fundo o produto e trazê-lo do jeito certo para Alagoas. “o Malibu Poke será o primeiro lugar a vender a comida no estilo havaiano mesmo, com conceito e cara legítimos. Já vi comercializarem o poke associado à comida japonesa, mas são coisas bem diferentes. Sei que em São Paulo, Rio e Floripa a tendência vem crescendo”, diz.

Novis e Famke – sua namorada, que desenvolveu as receitas  – visitaram 30 restaurantes entre Califórnia, Havaí e Indonésia, e conversou com chefs para aprender sobre misturas e a diferença entre o poke estilizado e o original. “Teremos quatro molhos especiais, três da casa e um original havaiano, e uma versão vegetariana sem peixe. A ideia é que o poke seja uma espécie de PF (prato feito). Você vai encher a barriga para matar a fome e ao mesmo vai estar consumindo algo super saudável”, explica Novis, que vive na Califórnia há 5 anos e retornou para Maceió apenas para inaugurar o restaurante.

Já estamos com água na boca! Se liga na vibe da coisa:

Quando consumir o poke?

“O poke é a forma mais barata de comer sushi, você gasta pouco e é delicioso. Lá fora a gente consome o poke, por exemplo, depois de ter passado um dia na praia surfando ou ao voltar da academia. Culturalmente é o  alimento da galera do yoga, do surf, e da vibe fitness. Não é uma coisa nova, é um jeito novo de consumir algo que já é comum”.

Como será a vibe do Malibu Poke?

“A ideia da empresa é vender o modo como as pessoas na Califórnia vivem. Na cidade tem uns trailers de gente rica já aposentada ou atores famosos. Daí essa galera passa o dia inteiro com a perna pra cima, surfando, comendo poke, tomando cerveja e aproveitando a vida do jeito que ela tem que ser aproveitada.  O nosso ambiente vai ser assim: diferenciado e de altíssima qualidade, com uma pegada despojada. Você pode sair da praia e ir comer um poke descalço e ninguém vai te julgar por isso. Uma coisa de alto padrão e relaxada ao mesmo tempo. Todos os detalhes, desde decoração até a playlist do lugar será  voltada para essa cultura do lifestyle que a gente vive lá”.

Qual a previsão de abertura oficial da casa? Estamos ansiosos!

“A inauguração vai ser nos próximos 12 a 20 dias, estamos só finalizando os detalhes finais para que fique tudo 100%. Vem muita coisa da Califórnia e  outras customizadas. Vou a São Paulo na semana que vem para providenciar os últimos detalhes”.

Fotos: Gabriel Novis